Áreas do Acqualinda e seus entornos, agora são de interesse ao desenvolvimento do turismo.

June 22, 2020

 A mudança aconteceu após exposição do empresário Mário Celso Lopes ao Conselho Municipal de Desenvolvimento de Andradina.

As áreas onde está sendo construído o Parque Temático  Acqualinda, e seu entorno, agora são áreas de interesse de desenvolvimento turístico. A mudança de área de desenvolvimento industrial para turismo aconteceu na última sexta-feira (19) na sede do Crea/Andradina, após uma explanação do empresário Mário Celso Lopes aos membros do Conselho Municipal de Desenvolvimento de Andradina.

Mário Celso recebeu o convite a palestrar sobre o empreendimento e teve o ponto de vista aprovado pelos membros do conselho.

Por iniciativa do empresário, as áreas do parque, que eram classificadas como rurais já passaram a se tornar áreas urbanas. Localizado no entroncamento das Rodovias Estaduais Marechal Rondon e Euclides de Oliveira Figueiredo o empreendimento acabou classificado na área de interesse de desenvolvimento industrial, com a mudança agora ela passa a ser destinada ao desenvolvimento turístico.

 

 

Mais impostos

O enquadramento em área urbana vai permitir maior arrecadação de impostos ao município. Antes, com a área classificada como rural o ITR (Imposto Territorial Rural) o valor do imposto anual ficava na casa dos R$ 200,00 (duzentos Reais).

“O imposto rural é suave para se compensar os riscos dos agricultores e sua atividade essencial para o país. Mas não achei certo desenvolver um projeto dessa natureza e gerar um imposto ínfimo pela utilização da área. Já estava enquadrada como área urbana mas acho por bem começar tudo certo sempre”, afirmou Mário Celso.

O empresário elogiou a conduta do conselho, onde tal mudança foi possível ser decidida por pessoas que representam setores que estão intimamente ligados na atividade e não em esfera política.

“Estamos investindo é para o amanhã, para o futuro. E amanhã, quando o `temporal`, as pessoas vão sair de casa e Andradina estará na rota da felicidade para as pessoas”, disse  

 

 

 

Cenário de oportunidades   

A mudança de orientação para “Interesse Turístico”, vai permitir que outros empreendedores possam desenvolver projetos turísticos naquela área, que passa a ter uma vocação natural para o turismo, com a implantação do Acqualinda.

A definição dessa área foi um grande passo para o desenvolvimento do turismo local e poderá atrair investidores capazes de gerar empregos e movimentar a economia de Andradina.

“A exemplo comparativo, Olímpia está chegando a 30 mil leitos de hospedagem e geral mais de 20 mil carnês de IPTU, imposto que vai diretamente ao município. Isso é mais que o dobro que Andradina tem em 83 anos”, afirmou Mário.

O empresário acredita que as obras no canteiro sigam o mesmo ritmo acelerado num futuro promissor na atividade, pois toda a renda gerada na indústria do turismo fica nas cidades receptoras e tem um efeito multiplicados em todas as atividades na cidade.

“Já investi em muitas áreas e também produzi alimento para o corpo das pessoas, onde cada pessoa envolvida leva uma fatia do lucro para os seus locais, para as suas cidades. Nesta nova indústria maravilhosa, que nasce agora para Andradina, produz um alimento da alma humana, pois os seres humanos vão querer liberdade e o Acqualinda vai oferecer a felicidade como alimento para a alma das pessoas”, finalizou.

Após a reunião do conselho, os conselheiros foram convidados a fazer um 360º sobre o projeto no local das obras. O próprio empresário narrou a visita. 

 

 

Fotos e matéria concedida por: Acqualinda.

  

Please reload

Featured Posts

I'm busy working on my blog posts. Watch this space!

Please reload

Recent Posts
Please reload

Archive
Please reload

Search By Tags