Featured Posts
Posts em breve
Fique ligado...
Recent Posts
Archive
Search By Tags
Follow Us
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square

Conheça a ciência por trás da Rock'n Roll Roller Coaster do Disney Hollywood Studios

Na última semana, a Disney lançou um vídeo em sua página oficial do Facebook explicando sobre a ciência por trás do lançamento da montanha-russa Rock'n Roller Coaster do Disney Hollywood Studios.


Imagem: Trem da Rock'n Roll Roller Coaster - Reprodução: Walt Disney World Resort


Claro, em tempos de quarentena, trouxemos para vocês todas as informações do vídeo. Você pode conferir a matéria original aqui e o vídeo aqui - ambos em inglês.


O vídeo começa apresentando a engenheira mecânica Angel e o engenheiro elétrico Josh, ambos contam sobre suas curiosidades durante a infância nas áreas de STEM - ciência, tecnologia, engenharia e matemática (em inglês) -, nas quais encontraram suas paixões por montanhas-russas.


Assim, eles vão até o túnel de propulsão da Rock'n Roller Coaster, onde o trem é posicionado e lançado através de ÍMÃS para seguir seu percurso dentro do prédio - já que ela é uma atração indoor e no escuro.


Quando dois pólos iguais, (Norte-Norte ou Sul-Sul) dos ímãs são aproximados, uma força ali age, o que os faz repelir por serem iguais. Com isso, um conjunto de três partes chamado de Pusher Car (carro empurrador, ou rebocador, numa tradução literal) é impulsionado.


Imagem: Pusher Car abaixo do trem da Rock'n Roll Roller Coaster - Reprodução: Walt Disney World Resort


O Pusher Car é um sistema móvel e possui seu próprio trilho. Ele se conecta debaixo do trem e tem quatro linhas de ímãs extremamente fortes, chamados de ímãs de terras raras (fabricados com os grupos dos lantanídeos, como o neodímio, com metais de transição, como o ferro, cobalto e o boro). Após estar acoplado, ele é impulsionado por um sistema de acionamento eletromagnético, chamado de LSM - Linear Synchronous Motors (motores síncronos lineares).


O LSM é um motor que controla a polaridade dos ímãs que impulsionam o trem pela plataforma de lançamento. Estes ímãs são blocos que estão alinhados em ambos os lados dos trilhos por todo o lançamento. O LSM é controlado por computadores, que envia corrente alternada para estes blocos, criando um campo magnético linear móvel. Quando a energia é aplicada nos blocos, pelo LSM, eles interagem com os ímãs do pusher car fazendo com que o trem seja impulsionado. Assim que o trem se move pela plataforma, os ímãs mudam de polaridade para que, de forma alternada, atraiam ou repilam o pusher car com rapidez.


Imagem: Blocos de ímãs fixos alinhados aos trilhos da Rock'n Roll Roller Coaster - Reprodução: Walt Disney World Resort


Imagem: Energia aplicada aos blocos laterais pelo LSM, enquanto o pusher car impulsiona o trem pela plataforma de lançamento - Reprodução Walt Disney World Resort


Ao final da plataforma de lançamento, o pusher car passa por um bloco de freios eletromagnéticos, que fazem com que ele pare e automaticamente volte ao inicio da plataforma para encaixar no próximo trem e repetir todo o processo para lançá-lo.


Imagem: Freios ao final da plataforma de lançamento - Reprodução: Walt Disney World Resort


Bem simples né! Por fim, eles completam no vídeo que essa tecnologia não é só usada em montanhas-russas, mas também em trens bala chamada de Maglev, na qual os trens flutuam sob os trilhos devido ao campo eletromagnético criado ali.


Para completar, confiram uma imagem do layout da montanha-russa fora do prédio e também um vídeo dela com a experiencia completa! E se tiver interesse, a Disney apresentou um esquema bem simples de fazer em casa um sistema de lançamento com ímãs, confira aqui, em inglês.


Imagem: Montanha-Russa Xpress: Platform 13 do parque Walibi Holanda, modelo idêntico à da Disney - Reprodução: Pinterest


Para mais informações, continuem nos acompanhando aqui no site e nas redes sociais.


©2018 by Caçadores de Diversão.